Jovem venezuelana atingida com ácido morre em Caxias do Sul

A jovem venezuelana Ariana Victoria Godoy Figuera, de 24 anos, não resistiu aos ferimentos provocados por um líquido ácido e morreu por volta das 7h desta sexta-feira, 13, em Caxias do Sul. A jovem foi surpreendida por um indivíduo que atirou o produto sobre a vítima, no momento em que ela chegava em sua casa, na rua Cristiano Ramos de Oliveira, no bairro Desvio Rizzo. Após o ataque, o agressor fugiu

O caso, considerado como homicídio por meio cruel, está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam). Ariana deixa um filho de quatro anos e uma filha de um ano. As suspeitas dos familiares de Ariana é de que o ex-namorado possa ser o autor do ataque. Segundo a família, Ariana morou em Boa Vista, no estado de Roraima, onde procurou ajuda no dia 25 de setembro, para relatar agressões sofridas pelo então namorado. A jovem teria vindo para Caxias do Sul para fugir do ex-companheiro.

Se a suspeitas da família forem confirmadas pela polícia, este seria o quinto feminicídio (morte de mulher em razão do gênero) registrado em Caxias do Sul em 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *