Ventos, chuva e raios provocam transtornos em Bento Gonçalves

O forte temporal que assolou Bento Gonçalves no final da noite de quarta-feira, 30, e a madrugada desta quinta-feira, 31, provocou a queda de árvores, poste de energia, alagamentos e deslizamentos de terra em diversos pontos da cidade. Pelo menos seis chamados foram realizados ao Corpo de Bombeiros solicitando auxílio para o corte de árvores que caíram com a força dos ventos.

Ruas da área central de Bento ficaram alagadas. Foto: Grupo de WhatsApp

O vento foi tão forte, que na esquina das ruas Garibaldi, com a Assis Brasil, um poste de luz não aguentou a força dos ventos e acabou caindo, espalhando fiação de energia pela via pública. Em consequência disso, não há energia elétrica pelo bairro e nas imediações. Moradores dos bairros São Roque, Licorsul, Eucaliptos e parte do Centro também relataram falta de energia. Em um trecho da BR-470, entre os bairros Aparecida, Nossa Senhora da Saúde e outros, também apontam para a falta de energia elétrica.

Rua Basílio Zorzi, bairro Municipal está com trânsito em meia pista para limpeza do local após deslizamento de terra durante a forte chuva da madrugada.

No Vale dos Vinhedos, o temporal também causou transtornos. O Corpo de Bombeiros de Bento Gonçalves foi acionado para efetuar cortes de árvores e remoções de galhos. Problemas com queda de árvores na ERS-444 e RSC-453, na região de Bento também foram registrados.

BR-470 também foi afetada com a queda de árvores na pista. Foto: PRF

No interior de Bento também houve registro da queda de postes. Exemplo disso é na comunidade de São Valentim, no distrito de Tuiuty, onde os fortes ventos acabaram derrubando a fiação, deixando os moradores sem luz. Além da chuva, houve registro de queda de granizo em algumas comunidades, além da falta de energia elétrica nas linhas São Luiz das Antas, Veríssimo de Matos e Rosário.

As rodovias também foram afetadas pelo temporal da madrugada. Na BR-470, na Serra das Antas, entre Veranópolis e Bento Gonçalves, houve a queda de árvores na pista. Ainda, durante a madrugada, equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) trabalharam na remoção dos galhos para liberar o trânsito. Deslizamentos de terra também foram registrados na madrugada no bairro Glória, na rua Basílio Zorzi.

Se não bastasse a falta de luz, os ventos acabaram destruindo o que encontravam pela frente, arrancando fios, árvores e tapumes de obras. Além disso, a grande quantidade de chuva registrada em poucos minutos acabou provocando alagamentos e transtornos em diversos pontos da cidade. Na região central, os bueiros não conseguiram dar vazão à chuva e, por pouco, a água não entrou nos estabelecimentos comerciais. Conforme a Defesa Civil, uma casa no bairro Progresso, na rua Pedro Maragno sofreu com alagamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *